Endereço:

Trav. Alferes Costa nº2000 - Bairro: Pedreira / Belém - Pará

Servidores do HC vão correr na São Silvestre

Todo dia 31 de dezembro é realizada a Corrida Internacional de São Silvestre. Corredores de todo o mundo viajam até São Paulo, para participar da maior corrida de rua do Brasil. São 15 km de corrida, que passam por alguns dos principais pontos turísticos da cidade de São Paulo. A expectativa é de que o evento reúna cerca de 35 mil corredores brasileiros e estrangeiros, que devem fazer o percurso da 95ª Corrida Internacional de São Silvestre.

 

A paixão pela corrida é o que motiva os enfermeiros da Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV), Carlos Zeferino (56 anos) e Jairo Vasconcelos (56 anos), que embarcaram na manhã desta quinta-feira (26) rumo a São Paulo para competir na 95ª Corrida Internacional de São Silvestre. Apesar de já serem experientes em outros circuitos, Carlos, ou o Carlão, como ele é conhecido no Setor de Internação Breve, da Psiquiatria, correrá pela primeira vez, enquanto que Jairo vai para a terceira participação na corrida. 

 

Carlão diz que já participou de outra corrida fora do Pará, de 10 km, em Fortaleza, como “corredor pipoca”, que no jargão do praticante de corrida significa corredor que não é inscrito. “Como pipoca eu me arrependi, deveria ter feito a inscrição, vai ser a minha primeira experiência oficial, inscrito, fora do estado”, conta o enfermeiro.

 

Jairo fez a primeira corrida há 17 anos, incentivado pelo irmão. Ele pratica atividade física regularmente e confessa que treina durante todo o ano, sendo o objetivo principal estar preparado para a São Silvestre. “Você treina em outras corridas de rua e em academia, para não sofrer no dia de prova”, explica o enfermeiro. 

 

Percorrer os 15 km da corrida, com trechos de subida, não é uma tarefa para qualquer pessoa. A professora de educação física da FHCGV, Ligia Chaves, enfatiza a necessidade do corredor estar com um bom preparo físico para diminuir o risco de lesões graves. “Tem que fazer treinamento combinado de resistência, tanto na musculação, com resistência muscular localizada, resistência aeróbica em espaços abertos e/ou esteira e alongamentos”,  recomenda a professora. 

 

Dicas para o corredor

 

Alimentação: Deve-se consumir alimentos leves e não condimentados, como fruta (preferencialmente banana), proteínas e carboidratos, com pequena porção de gordura. 

 

Hidratação: Mantenha-se frequentemente hidratado, com água ou isotônico. 

 

Roupa: Use tênis já utilizado em treino anterior, com a certeza que é confortável e não causará calosidades. 

 

Reconhecimento de área: Visite o local da corrida pelo menos um dia antes, é importante fazer o conhecimento de área do percurso, utilizando algum meio de transporte para saber com antecedência locais de curvas e pontos de hidratação.

 

Treino: O treino deve seguir um ritmo crescente, onde o ponto máximo será a corrida planejada. 

 

Conselho de professor: Tenha em mente que toda preparação gera resultados satisfatórios e sonhos conseguem ser realizados.

Leave a Comment

(0 Comments)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *