Endereço:

Trav. Alferes Costa nº2000 - Bairro: Pedreira / Belém - Pará

Janeiro Branco: HC promove programação especial para pacientes da psiquiatria 

A campanha do Janeiro Branco, que busca a conscientização para a valorização dos cuidados com a Saúde Mental, trouxe uma programação especial para a Clínica Psiquiátrica da Fundação Pública Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV). A programação intitulada “Sextas Culturais” iniciou no dia 10 de janeiro com a proposta de trazer orientação e reflexão de forma lúdica para os pacientes da psiquiatria.

Olhos atentos para a televisão, pessoas sentadas e outras deitadas nos colchonetes da Sala de Terapia Ocupacional. Todos bem a vontade. Alguns riem, outros ficam sérios, mas todos assistem. A atenção está direcionada para o curta-metragem “Caminhando com Tim Tim”, que foi exibido na abertura da programação alusiva ao Janeiro Branco, no Setor de Internação Breve (SIB). O curta conta a história de Valentim, um bebê que já sai conquistando o seu espaço no mundo, sem medo de explorar a cidade em que vive. Ao final da sessão, uma roda de conversa finalizou o momento. 

Os coordenadores da atividade contam que um dos objetivos foi de fazer os pacientes lembrarem de lugares que trazem boas recordações pra eles. “O nosso objetivo é resgatar essa ideia da possibilidade de um cotidiano fora do hospital”, conta a residente de Terapia Ocupacional, Paloma Mendes. 

 

Para o residente de Educação Física, Renan Barbosa, essa reflexão sobre lugares que remetem a boas lembranças pode ajudar no tratamento e na prevenção de crises. “Que esse resgate possibilite que o paciente não precise retornar para o hospital, que essas boas lembranças possam ser um meio para não ter outras crises”, conclui o residente.

Na segunda semana de atividades um mapa dos territórios de onde os pacientes habitam e trocam experiências foi construído por eles mesmos, com a ajuda da equipe. O desenvolvimento da área profissional, estudantil, pessoal, afetiva, amizade e lazer é importante para a qualidade de vida e bem estar, explica a psicóloga, Ana Cláudia Pithan. “Quando você só tem uma área investida você fica empobrecido mentalmente e se uma área faltar, você pode adoecer.”

O reconhecimento de áreas e formas de lazer ao alcance do paciente é estimulado pela equipe. “A nossa intenção é trabalhar nessa perspectiva de cidadania, com a intenção de resgate da sensação de pertencimento a esse local que eles estão, que eles vivem.”, conclui o residente de Assistência Social, Samuel Freire.

A programação alusiva ao Janeiro Branco no SIB finaliza no dia 24 de janeiro, com uma atividade de expressões artísticas. O objetivo é resgatar o que foi trabalhado nas últimas atividades e fazer uma exposição. A programação foi realizada pela equipe da residência multiprofissional da tarde.

Tratamento – A pessoa em sofrimento mental pode procurar atendimento em uma Unidade Básica de Saúde ou em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). Porém, se estiver em crise, pode ser encaminhada diretamente ao serviço de emergência psiquiátrica da Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV).

A FHCGV atende emergências psiquiátricas a pacientes que apresentam graves alterações de comportamento e de humor. São 20 leitos para a emergência psiquiátrica e 40 leitos para internação breve.

Leave a Comment

(0 Comments)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *